Featured

About this Blog

Há um Deus que nos chama e ama

0 comentários
Durante o mês de Agosto queremos lembrar com carinho as muitas vocações de nossa Igreja. São homens e mulheres, leigos e leigas, religiosos(as) e padres, catequistas e missionários, que levam a cidade grande e pequena as sementes do Reino de Deus.

Assim como Moisés e Jeremias, Abraão e Isaías, um dia senti que Deus me chamava. Logo respondi: “Ah, Senhor sou apenas uma criança, deixa-me aqui, no meu anonimato, que está bom”. Eu não compreendia que Deus me queria no meio do seu povo.

De coroinha para as pastorais, das pastorais para as Comunidades, assim eu ia alimentando o desejo de servir o meu Senhor. Após um tempo de decisão e encontros vocacionais, resolvi seguir Jesus mais de perto, inspirado pelo santo de Assis.

Minha opção pela Ordem dos Frades Menores Capuchinhos se deu porque sinto que Deus fala na dor do povo. Francisco soube reconstruir a casa viva que é o ser humano, assim me coloquei na escola franciscana, para beijar o leproso das periferias, dos cortiços, das esquinas e becos de nossa sociedade.


 
“Seguir Jesus rima com luz, mas rima também com cruz”. Assim vou dia após dia sem perder “de vista meu ponto de partida”, tentando carregar minha cruz na pequenez do meu ser, mas na grandeza da minha vocação.

Há um Deus que nos chama e ama. Paz e Bem.

Leandro Roberto Longo
Postulante capuchinho.









CARTA DA 1° AMPLIADA NACIONAL DAS CEB’s RUMO AO 13° INTERECLESIAL

0 comentários
    Movidos pelo espírito missionário de Pe Ibiapina, Pe. Cicero e os Beatos, Zé Lourenço e Maria Araujo no seguimento a Jesus Cristo, nós representantes de quinze regionais da CNBB, D. Adriano Ciocca Vasino, bispo referencial das CEBs na CNBB, D. Ângelo Pignoli, bispo referencial das CEBs no NE I, D. Fernando Panico, bispo da diocese de Crato, estivemos reunidos nos dias 17 a 20 de julho na cidade do Crato ao pé da chapada do Araripe vislumbrando o grande vale do Cariri, nesse ambiente fomos calorosamente acolhidos com alegria e festa, típico do povo cearense. Sentimos a ausência dos Regionais Norte I e Nordeste III.
    Foram três dias fecundos de oração, reflexão, estudo e encaminhamentos de questões especificas da nossa caminhada de CEBs para conhecer o chão e horizonte onde nossas comunidades vivem, celebram e tecem os fios da vida analisamos a realidade sócio-política e cultural do nosso país. Acolhemos com muita alegria a mensagem ao povo de Deus sobre as CEBs, documento 92 da CNBB, fruto da 48ª assembléia da CNBB, na qual os bispos do Brasil reafirmam que as ”CEBs são sinais de vitalidade da Igreja”.
    Como romeiros e romeiras do Reino fizemos a experiência da espacialidade do romeiro de padre Cícero levando à nossa frente a certeza de que “onde o povo vai as CEBs tem que estar” nos deixando mover pela fé esperança e solidariedade. Nesse percurso conhecemos os espaços físicos de realização do nosso 13° Intereclesial de CEBs a se realizar nos dias 23 a 27 de julho de 2013, na cidade do Juazeiro do Norte, diocese de Crato. Diocese esta que no ano de 2014 celebrará o seu centenário de criação. Conhecemos a riqueza desta igreja particular que compreende uma área de 17.000km² com 920 mil habitantes, organizada em 49 paróquias e 914 comunidades eclesiais de base.
    A escolha do tema e lema do próximo Intereclesial se deu a partir dos encaminhamentos feitos pela ampliada anterior e as reflexões maturadas nos regionais, assim as propostas foram socializadas pelos regionais simultâneas às reflexões em torno da temática. Dentro deste processo de construção em meio a reações e sugestões, compreendemos que a vida é uma romaria que se transforma em missão a serviço da comunidade. Iluminados pelo Espírito, escolhemos: Tema: JUSTIÇA E PROFECIA A SERVIÇO DA VIDA Lema: CEBs ROMEIRAS DO REINO NO CAMPO E NA CIDADE.
    A diocese de Crato compartilhou com a ampliada os passos que já foram dados na organização do 13° Intereclesial, deixando para a mesma o sentimento e a certeza de que o processo já feito nos impulsiona ao grande mutirão em que todas as CEBs do Brasil devem, de forma comprometida, envolver-se, experienciando no chão das nossas vidas e comunidades, a dimensão profética de uma espiritualidade Reinocentrica
    Nós enquanto Ampliada Nacional das CEBs nos comprometemos a reafirmar a opção preferencial pelos pobres, firmando a identidade das CEBs, sendo escolas que formam discípulos (as) missionários (as) de Jesus e que os regionais estejam em estado de missão permanente.
    Como romeiros (as) do Reino a intercessão da Mãe das Dores e as bênçãos do “Padim Ciço”, trilhemos juntos os caminhos 13º Intereclesial.

Crato, 20 de julho de 2010


* Imagem de Luiz Henrique - MG.

0 comentários
http://www.youtube.com/watch?v=cy0DRpFe51k
0 comentários

Felipe Freitas é o novo presidente do Conselho Estadual de Juventude

1 comentários
Estudante de Direito e integrante da Pastoral da Juventude, Felipe Freitas foi eleito presidente do Conselho Estadual de Juventude (Cejuve), no último sábado (5), em reunião ordinária com os 30 conselheiros. Juremar Oliveira, que até então era presidente do Cejuve, será o vice-presidente do órgão.


Felipe participou da comissão organizadora da Conferência Estadual de Juventude. Segundo ele, sua escolha é um reconhecimento de diversas organizações que entenderam e amadureceram a idéia de que as pastorais de juventude representam uma entidade com capacidade para presidir o Conselho.

De acordo com novo presidente, seu mandato terá dois principais desafios. “Devemos fazer com que as políticas públicas de juventude tenham um contorno mais amplo e mais integrado no Estado. O segundo é pensar qual é o papel do conselho, como ele vai aprofundar o debate e a tematização da juventude no conjunto da sociedade baiana”, apontou.

Felipe ressalta que as políticas de juventude devem continuar sendo um tema transversal e funcionando de uma maneira que a educação e a cultura sejam parte da política de juventude.

Fonte: http://www.juventude.ba.gov.br/?p=638
0 comentários

Mobilização para novo julgamento do assassino da Irmã Dorothy

1 comentários

Por decreto irrevogável fica estabelecido

o reinado permanente da justiça e da claridade,
e a alegria será uma bandeira generosa
para sempre desfraldada na alma do povo.
Thiago de Mello (Os Estatutos do Homem)

     Prezados companheiros e companheiras,

 
    Em nome da solidariedade entre os que lutam por um mundo melhor, convidamos as organizações sociais e sua militância para participar e construir juntos com o Comitê Dorothy um dia de mobilização contra a Impunidade e a Violência no campo, no dia 10 de dezembro de 2009, data marcada para o quarto julgamento do pistoleiro Raifran das Neves Sales, assassino confesso da Missionária, vai a seu quarto julgamento. O pistoleiro é só a ponta de uma rede de criminosos que tramaram contra a vida de Dorothy no dia 12 de fevereiro de 2005, no município de Anapú-Pa. Data também em que comemoramos o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.


    Estamos programando para este dia atividades políticas, artísticas e religiosas para denunciar a grave situação agrária que vivenciamos em nosso Estado, a violação dos direitos humanos e a criminalização dos movimentos que lutam por Reforma Agrária. Para isso, contamos com sua solidariedade e participação para que este dia seja marcado pelo respeito e o cumprimento dos Direitos Humanos.

 
  • Data: 10 de dezembro de 2009
  • Local: Tribunal de Justiça do Estado do Pará- Praça Felipe Patroni- Cidade Velha
  • Horário: 07:30- abertura com Celebração Inter-religiosa, seguida de ato político e artístico.

É Hora de fazer justiça!


    Não podemos aceitar a impunidade e a mentira. O dinheiro não pode falar mais alto, os grileiros de terras da Amazônia não podem fazer o que querem, como se neste Estado não existissem leis.

 
    Por isso, chamamos toda a sociedade a se solidarizar com esta causa e participar da mobilização que irá ocorrer durante este julgamento.

 
     Venha, participe desta luta contra a violência e a Impunidade no Pará. 



 COMITÊ DOROTHY
CONFERÊNCIA DOS RELIGIOSOS DO BRASIL – REGIONAL BELÉM
Rua Manoel Barata,718 Ed. Infante de Sagres, S-1502 Campina
CEP: 66019-970 Belém-Pará
Fone: (91) 3230-2433

Assassinos de padre são condenados em Brazlândia

0 comentários
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) obteve, hoje (27/11), a condenação de Wellington Araújo e Wanderson Cardoso pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). Os réus foram acusados de assassinar o padre Gisley Azevedo Gomes com três tiros na cabeça, em junho deste ano, na zona rural de Brazlândia.
O Juiz da Vara Criminal de Brazlândia condenou Wellington a 27 anos de reclusão e Wanderson a 25 anos e 11 meses, ambos em regime fechado.

Fonte: Site do MPDFT (http://www.mpdft.gov.br/portal/index.php?option=com_content&task=view&id=2089&Itemid=1)
0 comentários

0 comentários

JOVENS LANÇAM CAMPANHA CONTRA O EXTERMÍNIO DURANTE O ENCONTRO DE FÉ E POLÍTICA

0 comentários
Ontem (28 de novembro de 2009), jovens de todo Brasil participaram do ato de lançamento da campanha nacional contra a violência e o extermínio de jovens promovida pelas Pastorais da Juventude do Brasil (Pastoral da Juventude, Pastoral da Juventude Estudantil, Pastoral da Juventude Rural e Pastoral da Juventude do Meio Popular), com o apoio do Setor Juventude da CNBB e do Fundo Nacional de Solidariedade.
De acordo com o material distribuído durante o lançamento pela coordenação da campanha, a iniciativa é uma ação articulada por diversas organizações para levar a toda a sociedade o debate sobre as diversas formas de violência contra a juventude, através de ações de formação política, ações de massa e divulgação e intervenções de monitoramento da mídia contra a violação de direitos humanos.
A campanha vem sendo organizada desde maio de 2009 e conta com o apoio de inúmeras organizações de juventude de todo o país. Durante o lançamento, jovens das Pastorais da Juventude apresentaram os eixos da campanha e em seguida pintaram com as suas próprias mãos um grande painel representando a marca da campanha: várias mãos abertas indicando um “basta” a toda forma de violência.
Segundo Tábata Silveira, secretária nacional da Pastoral da Juventude Estudantil, a escolha do mês de novembro para o lançamento é uma forma de denunciar o aumento do número de mortes de jovens negros, bem como propor uma articulação das várias organizações que militam na linha do Movimento Fé e Política.
No próximo ano várias iniciativas são previstas pela campanha, como a realização de seminários estaduais e marchas locais no primeiro semestre e a construção de uma grande marcha nacional que está prevista para o segundo semestre de 2011.

Contatos da campanha: (71)88563012 - Hildete Emanuele ou (75) 99009605 – Felipe Freitas. E-mail: contraaviolencia.pjb@gmail.com

PJs vão lançar Campanha Nacional Contra o Extermínio de Jovens

0 comentários
As Pastorais da Juventude do Brasil (Pastoral da Juventude, Pastoral da Juventude Estudantil, Pastoral da Juventude Rural e Pastoral da Juventude do Meio Popular), reunidas na 15ª Assembléia Nacional em 2008, Brasília - DF, assumiram como bandeira de luta prioritária a defesa da vida da juventude, atitude que vem culminar na Campanha Nacional Contra o Extermínio de Jovens.

Nos dias 28 e 29 de novembro de 2009, no Encontro Nacional de Fé e Política, em Ipatinga – MG, haverá o lançamento oficial desta Campanha. Nestes dias, queremos estar irmanados/as em uma grande corrente, rezando pelos frutos deste trabalho.

“Agradeço o empenho de tantas vozes dispersas até agora! Vamos juntos/as gritar, girar o mundo. Chega de violência e extermínio de jovens!” (Pe. Gisley Azevedo).

Como um de nossos gestos concretos, pedimos que ao menos um representante por grupo de jovens, os/as companheiros/ as militantes e todos/as que apóiam essa idéia, entrem no site da Pastoral da Juventude Nacional (www.pj.org.br) no dia 29 de Novembro, data na qual será lançada oficialmente a Campanha, deixando um recado de incentivo à campanha.

E quais são os outros caminhos? Como podemos assumir a Campanha Nacional? Nesse momento, em que nossos grupos de jovens, paróquias, dioceses e regionais estão fazendo os seus planejamentos queremos chamar a atenção para que a Campanha Nacional contra o Extermínio de Jovens possa, de fato, ser abraçada nos calendários de 2010.

Serão disponibilizados no site da PJ alguns roteiros do Ofício Divino, que farão memória à vida de Padre Gisley, todo dia 15 de cada mês. Ele foi um dos grandes incentivadores desta luta e por isso vamos nos organizar para rezá-lo em nossos grupos pastorais a partir do fim de semana do lançamento da Campanha, em espírito de comunhão.

Está em fase de elaboração o texto – base para estudo, o site nacional da Campanha contra o Extermínio de Jovens, a arte para ser trabalhada em cartazes e folderes e a grande marcha nacional em 2011 que visa ampla participação dos/as jovens das pastorais da juventude e parceiros. São expectativas que nos estados, se realizem marchas locais, debates, seminários, dentro outras atividades que contemplem o tema.

Estima-se que no período de 2006 a 2012 serão totalizadas 33 mil mortes de jovens por assassinato, de acordo com dados de uma pesquisa sobre violência contra adolescentes publicada em 21/07/09 pelo Observatório de Favelas.

A ONU (Organização das Nações Unidas) já nos alertou que é na faixa etária de 15 a 24 anos que se sofrem mais agressões físicas, sendo os/as jovens negros/as os/as mais agredidos/as. Segundo o Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros de 2008 os homicídios tiveram um aumento de 20% no país, índice maior que o próprio crescimento populacional.

Neste sentido a Campanha Nacional Contra o Extermínio de Jovens só ganhará força se abraçada por todos e todas em suas comunidades locais, em um trabalho em rede que pretende debater e sensibilizar a sociedade e o poder público, sobre a morte que os/as jovens têm sofrido todos os dias, nas diferentes realidades do Brasil. Não podemos nos calar diante deste quadro de morte, ao contrário nossos grupos de jovens, as pessoas que lutam e sonham pelo o Reino de Deus, são convocados/as a denunciar toda essa exclusão.

Na certeza que Maria, mãe peregrina, acolhe nossas dores e nos acompanha nesta causa, rogamos a ela as bênçãos para que nossos sonhos de paz verdadeira sejam efetivados.
“Meu pedido é que me conceda a vida, e o meu desejo é a vida do meu povo” (Ester 7,3)


Coordenação Nacional da Pastoral da Juventude - CNPJ
Comissão Nacional de Assessores da Pastoral da Juventude - CNAPJ


Outras informações
Felipe da Silva Freitas
Referência da PJ na Campanha Contra o Extermínio da Juventude
Tel.: (75) 8811-7861
fsfreitas_13@ yahoo.com.br
fsfreitas13@ hotmail.com (msn)


Fonte: www.pjmaringa.com.br

Pesquisa revela que quase 50% dos jovens brasileiros vivem na pobreza

0 comentários
A pesquisa "Síntese dos Indicadores Sociais", realizada no ano passado e divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no início deste mês, revela que quase 45% das crianças e adolescentes de até 17 anos estão vivendo em condições de pobreza ou miséria no Brasil. O percentual equivale a 11 milhões de cidadãos.

Para realizar a pesquisa o IBGE se baseia no salário mínimo vigente. No ano passado, o valor era de R$ 415. O estudo considera que um pobre tem rendimento domiciliar mensal de até meio salário mínimo por pessoa, enquanto o extremo pobre tem renda per capita de até um quarto deste valor.

De acordo com o Pesquisador da Diretoria de Estudos Sociais do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), Sergei Soares, as crianças são as mais afetadas pela pobreza. "As crianças que são realmente pobres", afirma.

Ele justifica sua afirmativa dizendo que essas crianças têm pais jovens e que não conseguiram obter ainda estabilidade econômica. Ele informa que a pobreza no país tem um perfil específico. Segundo o pesquisador, os idosos constituem a minoria da população pobre.

Em comparação à mesma pesquisa realizada em 1998, houve redução no nível da pobreza entre adolescentes até 17 anos. Na época, o estudo mostrou que 27,3% dessa faixa etária viviam em condições de extrema pobreza. Atualmente, esse percentual reduziu para 18,5%.

Na região Nordeste do País, embora a situação ainda seja preocupante, os índices apresentam melhoras. Há onze anos, a pobreza atingia 73,1% dos jovens nordestinos. Hoje, a taxa caiu para 66,7%. A região Sudeste apresenta menos da metade do índice nordestino, com 31,5% dos jovens vivendo nestas condições.

A melhora no Nordeste é atribuída aos programas sociais do Governo Federal, sobretudo o Bolsa Família. Para Sergei, a situação está melhorando rapidamente. "Quanto mais pobre a pessoa, mais importante o programa social", declara.

Além deste benefício, o pesquisador destaca que o salário mínimo e o crescimento econômico são também importantes na redução da pobreza. Segundo ele, é necessário que o Bolsa Família se torne um direito do cidadão, assim como é a aposentadoria.

Entretanto, Sergei considera que as pessoas que vivem em situação extremamente pobre não estão nestas condições por acaso. Ele diz que a falta de oportunidade numa cidade, por exemplo, a falta de capital humano e a falta de capital social, contribuem para isso.

Ainda de acordo com o IBGE, o índice de jovens d até 24 anos que têm ensino médio completo é de 36,8%. O dado revela que dobrou o número de jovens que concluíram essa faixa de escolaridade, já que em 1998 a taxa era de 18,1%.

Outro fator que chama a atenção são as desigualdades regionais. A região Sudeste, é a que apresenta o maior percentual (43,85%), seguida do Sul (37,7%), Centro-Oeste (35,4%), Norte (30,2%) e Nordeste (29,2%), com a taxa mais baixa.

A pesquisa também revelou que houve aumento no número de jovens universitários no Brasil, com idade entre 18 e 24 anos. Em 1998, quase 7% dos jovens nessa faixa etária estavam matriculados em uma universidade. Em 2008, a taxa subiu para 13,9%.


Fonte: www.pjebr.org.br

Em memória do Pe. Gisley Azevedo

0 comentários
Estamos aqui continuando a luta, vamos lançar a campanha no Encontro Nacional de Fé e Política, estamos fechando algumas questões práticas, estou bem e muito feliz. Estive na Bolívia no Encontro Latino Americano de Responsáveis pela Pastoral Juvenil, pensei em você muitas vezes, seria tão bom se você estivesse presente no encontro fisicamente.

Tive uma oportunidade de fazer uma homenagem a você, eu disse do quanto você é especial para nós, falei que você foi um grande exemplo vivo do que é acompanhamento. Disse também que quando era preciso você dizia as verdades necessárias com a dureza precisa, sem nunca perder a ternura e mais uma vez declarei o nosso amor por você.

Tem uma música que eu lembro muito de você, ela diz assim: "sabe, já faz tempo que eu queria te falar das coisas que trago no peito, saudade, já não sei se é a palavra certa para usar, ainda lembro do seu jeito, não te trago ouro porque ele não entra no céu e nenhuma riqueza deste mundo, não te trago flores porque elas secam e caem no chão, te trago os meus versos simples, mas que fiz de coração".

Te amo Gigi, estou com saudade, jamais te esquecerei.
Mil beijos! Hil.


*Hildete Emanuele Nogueira de Souza
Secretaria Nacional da Pastoral da Juventude


Fonte: www.casadajuventude.org.br

Ofício em Memória de Pe. Gisley e de todos/as que fizeram de sua Vida uma Vida doada...

0 comentários
(Arrumar o ambiente em roda e no centro colocar imagens de Gisley, juntamente com imagens de outras  pessoas que doaram suas Vidas pela Vida; Cruz; Bíblia, vela ou Círio Pascal  e a seguinte pergunta: Qual a minha causa?)


1. Chegada – Silêncio, oração pessoal...

Refrão Inicial
Vidas pela Vida,
Vidas pelo Reino, vidas pelo Reino.
Todas as nossa Vidas,
como as suas Vidas, como a Vida d’Ele.
O Mártir Jesus...

2. Abertura
- Venham, ó nações, ao Senhor cantar! (bis) (Fazer sinal da cruz sobre o corpo)
Ao Deus do universo venham festejar! (bis)

- Seu amor por nós, firme para sempre, (bis)
Sua fidelidade dura eternamente. (bis)

- Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito. (bis)
Glória à Trindade Santa, glória ai Deus bendito! (bis)

- Aleluia, irmãs, aleluia, irmãos! (bis) (olhar no rosto do irmão ao lado)
Povo de sacerdotes, a Deus louvação! (bis)

- Ao partir o pão ele apareceu, (bis)
Fica, Senhor, conosco, já escureceu! (bis) (Acender as velas)

3. Recordação da Vida
Somos convidados/as a fazer memória em nossos corações de fatos, situações, momentos, falas que vivenciamos ou ouvimos de Gisley e tantos outros irmãos e irmãs que morreram no compromisso com a Juventude, defendendo e lutando pela vida daqueles e daquelas mais empobrecidos e exterminados pela violência. Gisley fez de sua Vida uma Vida doada pela Vida da Juventude... Qual a causa que nos move como moveu Gisley?

4. Hino
O Mesmo Rosto (Jorge Trevisol)

Dizem que o sol, deixou de brilhar
Que as flores mais belas não perfumam mais
Os jovens teriam deixado de amar
De crer na esperança de poder mudar
Que as lutas e os sonhos o vento espalhou
E que envelheceram as forças do amor

Se fosse assim que digam vocês
De quem é o rosto que ainda sorri
De quem é o grito que nos faz tremer
Defendendo a vida, o modo de ser
De quem são os passos marcados no chão
Unindo o compasso de um só coração

Enquanto existir um raio de luz
E uma esperança que a todos conduz
Existe a certeza, plantada no chão
Ternura e beleza não acabarão
Pois a juventude que sabe guardar
Do amor e da vida não vai descuidar

O rosto de Deus é jovem também
E o sonho mais lindo é ele quem tem
Deus não envelhece, tampouco morreu
Continua vivo no povo que é seu
Se a juventude viesse a faltar
O rosto de Deus iria mudar


5. Salmo 16 (15)
Conforme a promessa deste salmo “o Messias não foi abandonado no túmulo, e seu corpo não chegou à corrupção” (At 2, 31)

Os levitas antigos não recebiam propriedade. O Senhor Deus devia ser a porção que eles herdavam. Hoje, retomando o canto deles, peçamos ao Senhor que ele seja nossa única riqueza e segurança na vida. Em seu nome trabalhamos para conquistar a terra e a justiça para todos/as.

1. Protege-me, ó Deus, tu és meu abrigo
“Só tu és meu bem”, eu digo ao Senhor.
Rejeito esses deuses que o mundo promove;
Aos grandes não sirvo, nem presto favor.

2. Aqui, nesta terra, és, Deus, Minha herança,
Em ti meu destino, porção garantida:
Tiraram a sorte pra ver minha parte,
Tu és a mais bela herança da vida.

3. Bendito o Senhor que é meu conselheiro,
À noite me alerta o meu coração.
Pra sempre o Senhor perante os meus olhos,
Com ele meus passos não vacilarão.

4. O meu coração se alegra contente,
Até minha carne repousa segura.
No mundo dos mortos tu não me abandonas,
Nem deixas teu servo preso à sepultura.

5. Tu me ensinarás da vida o caminho,
Em tua presença há muita alegria.
O Deus do universo, qual Mãe se mostrou,
Cantemos louvores de noite e de dia.

6. Leitura Bíblica
Marcos 13, 24-32 (Leitura do dia)

7. Silêncio Meditação, Partilha...
(e/ou Cântico Evangélico, Sugestão Cântico de Maria – Lc 1, 46-55)

8. Preces...
Neste momento, partilhemos nossos sentimentos e angustias diante da violência que faz morrer a nossa juventude, invoquemos o Senhor, luz da luz, cantando entre cada partilha o refrão:
Vidas pela Vida,
Vidas pelo Reino, vidas pelo Reino.
Todas as nossa Vidas,
como as suas Vidas, como a Vida d’Ele.
O Mártir Jesus.

- Protege as Igrejas Cristãs no mundo inteiro. Guarda com carinho as nossas comunidades, para que sejam perseverantes na fé e no testemunho.

- Fica conosco, Senhor, quando a escuridão da violência, da mentira e da injustiça, do medo e da solidão invadirem a nossa vida. Manifesta teu amor como luz e sol que jamais se põe.

- Olha com carinho de mãe a cada um de nós, nossas famílias e amigos. Reúne na unidade todas as comunidades do teu povo.

- Que a memória e a presença de Cristo, que impulsionou Gisley e tantos/as de nossos/as irmãos/ãs a doarem suas Vidas pelo Reino, impulsione, também nós, a doarmos nossas Vidas pela Vida...

- Preces espontâneas

Pai-Nosso

9. Oração
Nós te damos graças, ó Deus santo, pela vida que recebemos de ti! Nós te louvamos e te bendizemos pela Ressurreição de Jesus e pela esperança que fizeste nascer em nossos corações! Caminha conosco hoje e sempre. Dai-nos Senhor a coragem, a teimosia e a coerência no teu seguimento para que sejamos capazes de doar nossas Vida pela Vida do/a outro/a. Por Cristo, Jesus, nosso Senhor. Amém!

10. Benção
“Que a terra abra caminhos sempre a frente dos teus passos
E que o vento sopre suave sobre os teus ombros
Que o sol brilhe sempre cálido e fraterno no teu rosto
Que a chuva caia suave entre teus campos
E até que nos tornemos a encontrar
Deus te guarde no calor do seu abraço
E, até que nos tornemos a encontrar
Deus te guarde, Deus nos guarde em seu abraço”


Saideira, Dança Circular
Força da Paz
Cresça sempre, sempre mais;
Que reine a paz
E acabem as fronteiras.
Mir, mir, u mir...